FECHAR
 
 
Padres se reúnem em Uruguaiana para dia de convivência e formação

Os dias 02 e 03 de agosto foram marcados pelo primeiro encontro presencial dos padres desde que iniciou a pandemia. Desde então, as reuniões e encontros estavam acontecendo totalmente on-line. Os presbíteros e a Irmã Celita Hartmann, responsável pela paróquia de Manoel Viana, se reuniram em Uruguaiana para um dia de convivência e formação. 

O encontro que começou com o almoço teve um momento de oração no local onde está sendo construído o Santuário Diocesano de Nossa Senhora Conquistadora. Na ocasião, padre Artur Friggi, juntamente com Dom José Mário, explicaram como está o andamento da obra do santuário, motivando as paróquias a se empenharem cada vez mais na colaboração em prol dessa importante construção.

Logo, os padres e a irmã se deslocaram para o salão da Escola Laura Vicuña onde puderam fazer um momento de partilha de vivências. Cada um pode colocar suas experiências pastorais e pessoais durante este tempo de pandemia, em que destacaram a importância das amizades entre os colegas como forma de partilhar os desafios e as tensões emocionais vividas neste período.

Comunidades Eclesiais Missionárias

O encontro também contou com a assessoria do padre Marcus Barbosa, subsecretário adjunto de pastoral da CNBB que, por videoconferência, refletiu o tema "Comunidades Eclesiais Missionárias". "Esse tema representa a proposta central das diretrizes gerais da ação evangelizadora da nossa Igreja", destacou padre Marcus. 

O assessor explicou o quanto é essencial que toda a Igreja recomece a caminhar a partir de Jesus Cristo, com uma reiniciação à vida cristã dentro da mudança de época que a sociedade vive, evitando a tentação de se adotar práticas de retorno ao passado com mentalidades antes do Concílio Vaticano II. 

Citando passagens do Documento de Aparecida e o do Documento 107 da CNBB, padre Marcus falou da urgência de se compreender a paróquia como "comunidade de comunidades", sendo uma rede de comunidades missionárias que torna visível a presença de Jesus Cristo a partir de gestos e palavras deixados pelo Mestre. "A territorialidade e o sentimento de pertença são dois pontos importantes para ser uma comunidade eclesial missionária, fundamentada na proximidade e no vínculo", comentou o padre. 

Sínodo 2023 e Ano Vocacional Diocesano

Padre Jonison Malmann falou do Sínodo dos Bispos em 2023. que pela primeira vez na história da Igreja acontecerá inicialmente com a colaboração de todos os fiéis. O esquema do Sínodo será dividido em 3 fases: fase nas dioceses (outubro 2021 – março de 2022); fase continental (setembro de 2022 – março de 2023) e fase da igreja universal (outubro de 2023), em Roma. A abertura da fase diocesana acontecerá dia 17 de outubro em todas as paróquias.

Padre Aodomar Wandscher fez uma breve explicação do Ano Vocacional Diocesano 2021-2022, aberto em todas as paróquias no domingo passado (01/08). Padre Aodomar disse que este ano especial está apenas começando e que envolverá agentes das comunidades da Diocese que atuarão juntamente com o Serviço de Animação Vocacional Diocesano (SAV). O destaque é para a organização das EVPs (Equipe Vocacional Paroquial), como um serviço específico em prol das vocações. Na próxima quinta-feira (05/08), acontecerá uma live às 19h, transmitida pela página da diocese no Facebook para refletir sobre o tema. 

Ao final do encontro, padre Diogo Dias, articulador das pastorais sociais na diocese, partilhou a experiência da Escola de Fé Cristã e Cidadania que está acontecendo desde o início do ano no formato on-line. Dia 24 de agosto haverá uma reunião virtual com agentes ligados a Pastoral Social das paróquias. 

Confira fotos do encontro aqui. 

 
Indique a um amigo
 
 
Notícias relacionadas