FECHAR
 
 
Curso Regional de Presbíteros reúne mais de 100 participantes

Foram cinco dias de partilhas e reflexão, iluminados pelo tema A dimensão do cuidado na vida do presbítero. Desde segunda-feira (23) até a manhã desta sexta (27), mais de 100 presbíteros de todo o Rio Grande do Sul participaram do Curso Online de Formação Presbiteral do Regional Sul 3.


O encontro, realizado na modalidade online, iniciou na noite de segunda, com acolhida, espiritualidade e apresentação. Já na terça, o grupo contou com a assessoria do Pe. Iuri Ribeiro dos Santos, Secretário da Comissão Nacional dos Presbíteros, que refletiu o tema Pastoral Presbiteral e o desafio de cuidar dos presbíteros no contexto atual.


O dia seguinte contemplou o estudo sobre A saúde mental dos presbíteros, com a psicóloga Danielle Visentini e também uma partilha sacerdotal. Já na quinta-feira, o dia foi de estudo com o Pe. Jesus dos Santos, de Pouso Alegre (MG), sobre O cuidado na vida presbiteral. Nesta sexta, quem encerrou o curso foi Dom Adelar Baruffi, Bispo Diocesano de Cruz Alta, refletindo o tema A vida espiritual dos presbíteros.


Dom Adimir Mazali, Bispo de Erexim e Referencial para a Pastoral Presbiteral no Regional, aponta que a iniciativa em modalidade online foi uma boa alternativa: “O curso online proporcionou uma participação de maior número de presbíteros. No presencial seria em torno de 50 e online chegamos a quase 100 participantes”, destaca Dom Adimir.


O tema foi muito importante para refletir o cuidado com a vida integral dos presbíteros afetados também pela pandemia. Valorizar a fraternidade presbiteral como meio do cuidado de si e do outro, pois somos responsáveis uns pelos outros. Diante das exigências do tempo que vivemos, saber que não somos super-homens, mas cuidadores que precisam também de cuidados. As reflexões e as partilhas foram enriquecedoras para o ministério de todos os participantes, diz Dom Adimir.  


O Presidente da Comissão Regional de Presbíteros, Pe. Rudinei Lasch, também avalia o encontro de forma muito positiva:


O Curso Regional de Formação Permanente dos Presbíteros foi um tempo de graça no ministério do cuidado e na formação permanente, onde através dos temas conduzidos pelos assessores, vivenciamos a comunhão fraterna, a oração e a proximidade com os irmãos de ministério. Gratidão a todos que participaram, continuemos cuidando, em especial dos mais necessitados, e permitindo-se ser cuidado, comenta Pe. Rudinei.


Entre os mais de 100 participantes estava o Pe. Evandro Carvalho, da Diocese de Uruguaiana. Ele também ressalta a facilidade de acesso proporcionada pela modalidade virtual e analisa a importância do tema:


A grande temática envolvendo a dimensão do cuidado na vida dos sacerdotes foi de grande valia. A famosa pergunta “quem cuida dos que cuidam?” foi respondida indiretamente pelos assessores, que destacaram a urgência do padre saber cuidar de si mesmo para cuidar dos outros com mais qualidade.


Da Diocese de Osório, um dos presbíteros participantes foi o Pe. Luciano Motti. Para ele o presbítero é essencialmente um cuidador de pessoas e comunidades e está sujeito a tantas formas de enfermidades ou feridas.


O curso regional abordou com profundidade e muita responsabilidade esta temática: quantos desafios para o padre realizar a missão de cuidador (pastoral) nestes tempos absurdos! E quantos desafios no cuidado dele mesmo, de suas feridas no corpo e na alma! O curso reafirmou a percepção desta beleza, que é verdadeira cura para nós: a fraternidade presbiteral. É chave para o cuidado na vida do presbítero, realça Pe. Luciano.


Com dois anos de sacerdócio, o jovem padre Pablo Cechinato de Lima é do clero da Diocese de Vacaria e participou pela primeira vez do Curso de Presbíteros. Segundo ele, o encontro foi uma inspirada oportunidade de confraternizar, de ouvir irmãos presbíteros de diferentes faixas etárias e anos de ministério ordenado e de sentir-se ouvido.


O Curso-encontro fortalece a espiritualidade, a pastoral, a humanidade do presbítero como ser integral que necessita de equilíbrio. Sou padre há dois anos, e desde a Formação Inicial (seminário), sempre me senti muito comovido  com temas que falam sobre a humanidade dos padres, especialmente na dimensão do cuidado, desde a intensa doação ministerial ao cultivo de momentos de lazer. A pergunta que há anos me acompanha é: “No(s) momento(s) que o pastor se torna ovelha, quem cuida do pastor?, analisa o neosacerdote.


Quem também participou do curso foi o Pe. Luís Carlos de Almeida, presbítero da Arquidiocese de Porto Alegre e integrante pela Igreja Católica do CONIC do Rio Grande do Sul. Ele relata que há algum tempo já desejava participar desta formação oferecida aos presbíteros e que, apesar de o formato virtual limitar sobretudo o bom relacionamento e o convívio entre os presbíteros (marcas dos cursos anteriores), possibilita a participação e o acompanhamento de um número maior de presbíteros.


A dimensão do cuidado é fundamental para o nosso amadurecimento como pessoa, para o exercício da fraternidade presbiteral e para uma realização mais plena de nosso ministério, finaliza Pe. Luís Carlos.


Fonte: CNBB Sul 3

 
Indique a um amigo
 
 
Notícias relacionadas