FECHAR
 
 
O terço dos homens

Outubro além das missões é o mês de Nossa Senhora Aparecida, mês de Nossa Senhora do Rosário, é, também, o mês da última aparição de Nossa Senhora em Fátima, quando ela disse “Eu sou a Senhora do Rosário”.

Em todas as aparições, Maria sempre trouxe um pedido constante: a oração. Em Fátima, ela pediu insistentemente: conversão a partir da oração fervorosa, recomenda, sobretudo, a oração do terço todos os dias, possivelmente nas famílias. Nos faz um alerta sobre as misérias mundanas que podem ser evitadas por uma autêntica conversão a Cristo. Exorta a fazer penitência e pede a consagração ao seu Imaculado Coração. 

A oração do Santo Rosário tem sua origem no século IX da era cristã. Surgiu ao lado dos mosteiros como forma de oração do povo simples, que não tinha condições de participar da oração dos 150 salmos que eram rezados pelos monges. Para cada salmo que os monges cantavam o povo rezava uma Ave Maria.

Mais tarde, no século XIII, no sul da França, dois senhores feudais desejavam impor as suas ideias por meio das armas. Os Albigenses, como eram chamados, queimavam as igrejas, profanavam as imagens dos santos e perseguiam os católicos espalhando o terror. O papa Inocêncio III, pediu o cônego Domingos de Gusmão, para combater esta heresia e reorganizar as pessoas dispersas para a Igreja. São Domingos passava as noites ao pé do altar, implorando o auxílio de Deus. Certo dia, enquanto rezava, apareceu-lhe a Virgem Maria sobre uma nuvem luminosa e ensinou-lhe um método de oração garantindo-lhe que daria resultados maravilhosos. São Domingos lhe deu a forma atual em 1206, propondo a sua oração “pela conversão dos pecadores”. Dividiu o Rosário de 150 Ave-Marias em três terços, com 50 Ave-Marias cada um. Em 1500 associou-se a cada dezena de Ave-Marias um episódio da vida de Jesus ou de Maria. Foi assim que surgiu o Rosário com os mistérios gozosos, dolorosos e gloriosos. Em 2002, João Paulo II lhe acrescentou os Mistérios Luminosos, propondo o acréscimo de mais 50 Ave-Marias. Com isso, o Rosário passou a ser composto por quatro Terços de 50 Ave-Marias cada um.

Nos alegra perceber que muitos fiéis estão redescobrindo a oração do terço. Destaque para o “Terço dos Homens”, em muitas paróquias são vários grupos que se reúnem regularmente para rezar o terço e meditar a Palavra de Deus. Muitas famílias estão se reintegrando a partir da oração do terço. Conheci paróquias em que os jovens se reuniam semanalmente para a oração do terço. Quem descobre a riqueza desta oração, descobre um tesouro e nunca mais abandona.

Peçamos a Nossa Senhora do Rosário de Fátima, a Imaculada Conceição Aparecida, a Mãe Conquistadora de Graças, que nos ajude a sermos missionários da Palavra de seu Filho Jesus. E que, através da oração diária do Terço, saibamos fortalecer a nossa fé a cada dia.

Dom José Mário S. Angonese
Bispo Diocesano

 
Indique a um amigo
 
 
Notícias relacionadas