FECHAR
 
 
Dízimo: expressão de Fé e e Amor

Pastoral do Dízimo
DÍZIMO: EXPRESSÃO DE FÉ E AMOR


1 – O QUE É DÍZIMO?
O dízimo é sinal de gratidão, devolução generosa, partilha consciente e contribuição responsável.

2 – POR QUE O DÍZIMO É CONSIDERADO SINAL DE GRATIDÃO?
O dízimo é sinal de gratidão porque manifesta nosso reconhecimento diante dos benefícios do Deus que dá a vida e a mantém. O dízimo, quando oferecido de coração agradecido, torna-se oração de ação de graças.

3 – POR QUE O DÍZIMO É CONSIDERADO DEVOLUÇÃO?
Dízimo é devolução porque nele reconhecemos que tudo vem de Deus e tudo a Ele pertence. Deus nos empresta tudo durante a vida (100%) e nos pede para praticarmos a generosidade, devolvendo parte do que Ele nos dá, em forma de partilha, através de nossa comunidade.

4 – POR QUE O DÍZIMO É CONSIDERADO PARTILHA?
O dízimo é um gesto visível de fraternidade porque indica nosso desejo de retribuir a Deus através da doação generosa aos irmãos. É, assim, uma partilha da vida.

5 – POR QUE O DÍZIMO É CONSIDERADO CONTRIBUIÇÃO?
O dízimo é contribuição porque por ele, responsavelmente, partilhamos nossos bens, de forma sistemática e periódica, com a comunidade que frequentamos. Manifestamos assim que a comunidade tem um sentido especial em nossa vida. Quando amamos as pessoas de nossa comunidade buscamos, com elas, construir aqui o Reino de Deus, através da evangelização. 

6 – DEUS RECEBE O DÍZIMO QUE OFERECEMOS A ELE?
Sim. Deus recebe o dízimo através da comunidade. Tudo pertence a Ele e Ele não precisa de nada. Mas sua comunidade, a Igreja, necessita de recursos para manter suas atividades na evangelização. 

7 – COMO O DÍZIMO CONTRIBUI PARA QUE A DIOCESE REALIZE SUA MISSÃO?
O dízimo repassado pelas paróquias à diocese permite que ela organize a ação evangelizadora em nível diocesano. Desde a formação dos futuros presbíteros, passando pela capacitação dos leigos, incluindo a manutenção da estrutura administrativa, tudo na diocese depende dos recursos oriundos do dízimo.

8 – COMO O DÍZIMO CONTRIBUI PARA QUE A PARÓQUIA DESEMPENHE SUAS ATIVIDADES?
O dízimo permite que a comunidade paroquial exista, se mantenha e cumpra aquela que é a sua tarefa prioritária: a evangelização. Ou seja, sem o dízimo, a ação evangelizadora fica comprometida ou até mesmo impossibilitada de alcançar o seu objetivo.

9 – QUEM DEVE SUSTENTAR MATERIALMENTE A COMUNIDADE?
A comunidade é formada por todos os batizados, portanto todos os membros de uma comunidade são responsáveis por ela, devendo cada um contribuir a medida de suas possibilidades. Em síntese, todos os batizados são responsáveis pela sustentação da comunidade. A comunidade é como uma família e nela todos os membros participam de seu sustento. 

10- NA BÍBLIA ENCONTRAMOS UMA FUNDAMENTAÇÃO SOBRE O DÍZIMO?
Sim, o dízimo é Palavra de Deus! Existem muitos textos bíblicos que fundamentam a prática da devolução do dízimo, entre eles destacamos Malaquias 3,10: “Tragam o dízimo completo para o cofre do Templo, para que haja alimento em meu Templo. Façam essa experiência comigo – diz Javé dos exércitos. Vocês hão de ver, então, se não abro as comportas do céu, se não derramo sobre vocês minhas bênçãos de fartura...”  e 2 Coríntios 9,7: “Cada um dê como decidir seu coração, não com desgosto ou por pressão, pois Deus ama quem doa com alegria”. 

 
Indique a um amigo
 
 
Notícias relacionadas