FECHAR
 
 
“Amados e chamados por Deus”

 

Sorte nossa que, mesmo com o COVID 19, o calendário passa e já chegamos a agosto, tradicionalmente, entre os meses temáticos, chamado com carinho de “Mês Vocacional”. Quer-se neste mês, sobretudo, destacar a importância das vocações.


Numa linguagem eclesial, as vocações foram ordenadas em quatro grandes grupos e celebradas uma em cada domingo de agosto, com a semana subsequente. No primeiro domingo será recordada as vocações dos diáconos, presbíteros e bispos (ministérios ordenados). No segundo domingo é a vez de lembrarmos da vocação do pai, da mãe e dos filhos (a família). Nesta semana, com a Pastoral Familiar, celebramos a Semana Nacional da Família. No terceiro domingo lembramos a vocação das pessoas de vida consagrada (aqueles que fazem os votos de Castidade, Pobreza e Obediência). E, finalmente, no quarto domingo, celebramos o Dia dos Catequistas, homenageando e valorizando essa vocação tão importante para o presente e o futuro de nossas comunidades e da Igreja.


A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), através da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, em vista de um trabalho em conjunto com as dioceses, organizou um subsídio com um tema específico: “Amados e chamados por Deus”.


O subsídio está disponível no site da Editora da CNBB, em formato de e-book, ou seja, livro digital. A pessoa paga e baixa no telefone. Para os encontros das pequenas comunidades, o Pe. Jonison elaborou um roteiro que pode ser baixado e impresso gratuitamente no site de nossa Diocese de Uruguaiana. Existe ainda um material específico para a Semana da Família. 


A oração é o meio privilegiado para pedir a Deus que envie esses operários que a Igreja tanto precisa. O nosso povo está sedento de Deus e precisamos de mais pessoas capazes de anunciar e testemunhar o Evangelho. Recebemos esta mensagem porque os cristãos do passado dela nos deram testemunho; por isso, temos um compromisso com o futuro. Todos os batizados são “Amados e chamados por Deus”.


A Igreja sempre cultivou e promoveu as vocações – o mês de agosto é um exemplo disso –, mas é constatável que quando a oração foi mais fervorosa, nas famílias e nas comunidades, os resultados sempre foram promissores. As dioceses que rezaram e cultivaram as vocações sempre as tiveram, até para exportar. 


Que neste Mês Vocacional, ainda mais neste tempo de pandemia, em que as famílias estão mais reunidas, cumpramos o mandato do Senhor de pedir para que tenhamos as vocações que a Igreja precisa. 


Programação para o Mês Vocacional, com a coordenação do Seminário Diocesano, Nossa Senhora Conquistadora:


  1. 1) Missas Vocacionais, nas segundas-feiras, às 19h, com testemunho vocacional dos seminaristas; https://www.facebook.com/seminarioconquistadora

  2. 2) Live Diocesana, quinta-feira, dia 06, às 19h; https://www.facebook.com/diocesedeuruguaiana 

  3. 3) Acompanhamento personalizado dos vocacionados através dos meios digitais;

  4. 4) Visita Virtual da capelinha de Nossa Senhora Conquistadora às famílias e pessoas para motivar o clima vocacional, a devoção à Padroeira Diocesana e a ação evangelizadora.


 
Indique a um amigo
 
 
Notícias relacionadas